• Kosop Clínica Médica

Covid-19: tire suas dúvidas sobre as vacinas.



Vacinas são substâncias produzidas em laboratório que ajudam o organismo de uma pessoa a desenvolver imunidade a uma doença infecciosa. Elas funcionam através da aplicação de uma forma inativa do agente patogênico causador da doença (vírus ou bactéria), estimulando a produção de anticorpos pelo sistema imunológico.


As vacinas desenvolvidas durante o ano passado contra a Covid-19 ensinam o nosso sistema imunológico a reconhecer e combater o vírus Sars-Cov-2, causador da doença chamada Covid-19. Felizmente, até o presente momento, as vacinas estão efetivas também contra as variantes (novas cepas) conhecidas do vírus.


Quais são as vacinas disponíveis no Brasil?


Até o momento, foram aplicadas 4 vacinas diferentes no país: Astrazeneca da Universidade de Oxford / Fiocruz, BioNTech da Pfizer, CoronaVac do Instituto Butantã / SinoVac e Janssen da Johnson & Johnson.


Já foram encomendadas também doses das vacinas Facility da Covax e a Sputinik V.


Quanto tempo a vacina contra a Covid-19 leva para fazer efeito?


Normalmente, leva duas semanas após a vacinação para que o corpo crie algum percentual de proteção (imunidade) contra o vírus, mas isso varia de vacina para vacina. Isso significa que é possível que uma pessoa ainda possa contrair a doença um pouco antes ou logo após a vacinação, pois a vacina não teve tempo suficiente para fornecer proteção. Por isso é tão importante continuar mantendo o distanciamento social e o uso de máscaras, mesmo depois de tomar a vacina.


Prazos de obtenção de maior eficácia (imunidade contra caso grave da doença) por vacina:

  • Astrazeneca, BioNTech e CoronaVac: duas semanas após a segunda dose.

  • Janssen: duas semanas após dose única.


Quais são os possíveis efeitos colaterais da vacina?


Vacinas são seguras e seguem rígidos protocolos de aprovação. O desenvolvimento em tempo recorde para o combate à Covid-19 mostra o nível de evolução científica na atualidade e o quanto a união e o investimento na ciência dão bons resultados!


Efeitos colaterais são normais, uma demonstração de que o seu corpo está construindo proteção. Esses efeitos colaterais podem até afetar a sua capacidade de realizar algumas atividades diárias, mas devem desaparecer em poucos dias. Grande parte das pessoas não apresentam efeitos colaterais.


Veja alguns dos efeitos colaterais que podem aparecer depois de tomar a vacina da Covid-19:

  • Braço (local de aplicação da vacina): Dor, vermelhidão e inchaço.

  • No resto do corpo: Cansaço, dor de cabeça, dor muscular, arrepios, calafrios, febre e náusea.


Em quanto tempo será obtida a imunidade da população como um todo?


Imunidade populacional significa que um número suficiente de pessoas em uma comunidade está protegido contra a doença. Ela dificulta a propagação do vírus de pessoa para pessoa, protegendo até quem não foi vacinado.


A porcentagem de pessoas que precisam de proteção para atingir a imunidade populacional varia de acordo com cada doença, pois o grau de contágio é diferente para cada tipo de infecção. A comunidade científica ainda está averiguando quantas pessoas devem ser vacinadas contra a Covid-19 antes que a maioria da população possa ser considerada protegida, mas modelos matemáticos estimam que deve ser algum número entre 60% e 70% da população.


Outro número a ser estudado é a duração da imunidade provocada por cada vacina. Isso significa que a aplicação da vacina contra a Covid-19 talvez seja necessária todos os anos, com cada pessoa precisando de uma dose anual, como já acontece com a H1N1, por exemplo.


Caso você tenha alguma dúvida adicional, marque uma consulta com o nosso especialista no assunto, o infectologista Dr. Ricardo Kosop, pelos telefones (41) 99111-6472 ou (41) 3022-6472.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo