• Kosop Clínica Médica

7 leguminosas que não podem faltar no seu cardápio - Dia Mundial das Leguminosas.



Nesta data, 10 de Fevereiro, é celebrado o Dia Mundial das Leguminosas. Esse tipo de alimento é considerado pela ONU o mais importante para o planeta e a segurança alimentar dos seres humanos.


Confira os fatores que fizeram a Assembleia Geral das Nações Unidas designar uma comemoração para conscientizar a população sobre a importância do cultivo das plantas leguminosas e sua importância para a biodiversidade do solo.



Valor nutricional


O alto teor de proteínas das leguminosas é fundamental, especialmente em regiões onde a carne e os laticínios não são física ou economicamente acessíveis. As leguminosas têm pouca gordura e são ricas em fibras solúveis, que podem reduzir o colesterol e ajudar no controle do açúcar no sangue.


Por causa dessas qualidades, são recomendadas pelas organizações de saúde para o gerenciamento de doenças não transmissíveis, como diabetes e problemas cardíacos, além de ajudar a combater a obesidade.


Segurança alimentar


Para os agricultores, as leguminosas são uma cultura importante pois através da venda e do consumo, podem manter a segurança alimentar da família e criar estabilidade e prosperidade econômica.


Benefícios ambientais


As propriedades de fixação de nitrogênio das leguminosas melhoram a fertilidade do solo, o que aumenta e estende a produtividade da terra. Ao usar leguminosas para plantio e cultivo consorciado, os agricultores também podem promover a diversificação da produção, a biodiversidade agrícola e do solo, ao mesmo tempo que mantêm pragas e doenças prejudiciais à distância.


Além disso, as leguminosas podem contribuir para a mitigação das mudanças climáticas, reduzindo a dependência dos fertilizantes sintéticos usados ​​para introduzir o nitrogênio artificialmente no solo. Gases de efeito estufa são liberados durante a fabricação e aplicação desses fertilizantes, e seu uso excessivo pode ser prejudicial ao meio ambiente.


7 leguminosas que não podem faltar no seu cardápio.


  • Feijão: rico em cálcio, ferro, magnésio, fibras, proteínas e vitamina B.

  • Ervilha: grande quantidade de vitaminas do complexo B, de fibras e de minerais como fósforo, ferro, potássio e zinco.

  • Grão-de-bico: fonte de proteínas, fibras, minerais como ferro, cálcio, magnésio, fósforo, potássio e vitaminas do complexo B.

  • Amendoim: ferro, zinco e potássio são alguns dos sais minerais presentes nessa leguminosa, assim como vitaminas do complexo B.

  • Soja: proteínas, fibras, vitamina K, cálcio, ferro, fósforo, magnésio e zinco.

  • Lentilha: contém fibras solúveis e insolúveis, proteínas, magnésio, ferro, vitaminas do complexo B.

  • Tremoço: tem um alto teor proteico além de conter fósforo, ferro, potássio, cálcio e vitaminas E e B.


Para marcar sua consulta com as nutricionistas Dra. Marília Zaparolli e Dra. Maria Clara Peixoto Lopes, entre em contato com aKosop Clínica Médica:(41) 3022-6472 / Whats (41) 99111-6472.

0 visualização0 comentário